Últimos assuntos
» Existe livre-arbítrio?
Ter Maio 27, 2014 9:28 am por Renato

» Forum Canal de HIstoria
Dom Fev 26, 2012 4:19 pm por Valisum

» Mudança nas atitudes dos encarregados de educação
Dom Nov 13, 2011 9:10 am por Renato

» Que é Deus? Ele existe? Como?
Sab Nov 12, 2011 7:33 am por Renato

» Darwin e a teoria da evolução
Seg Ago 15, 2011 8:06 pm por Varela

» Fórum Máscaras de Deus - Filosofia Oriental e Espiritualismo Prático
Seg Maio 23, 2011 3:59 am por Renato

» Alpha Centauri - Filosofia Oriental e Espiritualismo
Qui Abr 21, 2011 7:25 am por Renato

» Videos imperdiveis...
Sex Mar 11, 2011 1:06 pm por Renato

» Cartoons Engraçados
Dom Jan 30, 2011 9:18 pm por Renato

Partido Pelos Animais

Mudança nas atitudes dos encarregados de educação

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Mudança nas atitudes dos encarregados de educação

Mensagem  Lucas Benetti em Seg Jun 29, 2009 8:45 am

"(...)Não tenho medo do escuro*
Mas deixe as luzes*
Acesas agora*
O que foi escondido
É o que se escondeu
E o que foi prometido
Ninguém prometeu
Nem foi tempo perdido
Somos tão jovens(...)"
Parte da música "Tempo Perdido" do Legião Urbana.

L.

Lucas Benetti
Participante
Participante

Mensagens : 41
Data de inscrição : 28/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mudança nas atitudes dos encarregados de educação

Mensagem  Renato em Ter Jun 30, 2009 12:46 am

O problema da escola não é senão um aspecto da crise de valores de modo geral.
Como disse o Carlos Cardoso, a TV hoje recorre ao apelo sexual para vender seus produtos e obter audiência. Quando nós éramos crianças, já existia na Globo a "Tela quente". E nós dizíamos a nosso pai: "nós vamos agora assistir a "Tela quente", e meu pai redarguia: "vocês vão assistir "cinta qunente", ou seja, se nós não fôssemos dormir o reio comia mesmo... Uma vez a gente estava no escuro, eu minha mãe e meus irmãos assistindo filme na TV depois que o nosso pai tinha ido se deitar. E ele se levantou para pegar alguma coisa, e a gente vazou: desligamos a TV e cada um na ponta dos pés foi para o seu quarto de dormir. Filmes de violência era proibido assistir pelos nossos pais.
Hoje, Carlos, eu digo que, não só a TV, mas também a internet agrava tudo isso. Porque na internet, o jovem tem acesso a TUDO: sítios pornôs, cenas de violência, vulgaridade, e por aí vai. Quando eu tinha minha conta no orkut, vi perfis de adolescentes batendo fotos com lingerie na frente do espelho e postando suas fotos on-line. São adolescentes de 13, 14 anos que se passam por garotas de 18, 20, porque no orkut é proibido menores de 18 anos. Ah ta bom...

Apesar de ser formado em Sociologia, culpo os sociólogos e defensores dos direitos humanos pelo quadro atual: desde a era hiipie vêm se exigindo direitos. Um professor meu dizia que "a internet é o meio de comunicação mais democrático que existe", e participei de TODOS os "Encontros sobre 'saúde, gênero e tecnologias reprodutivas", em que, sociólogas francesas vinham aqui no Brasil defender o aborto em nome dos direitos da mulher.

Quanto à educação, os cientistas da área de pesquisa em Educação Científica também são culpados, porque introduzem o Construtivismo como método, mas não enxergam o panorama crítico, e dizem que com o Construtivismo é possível melhorar a aprendizagem. Olha gente, burrice tem limites!!! de que adianta você ter um bom método de aprendizagem sendo que a estrutura político-ideológica não permite aplicá-la??

Aluno xingando o professor: isto se tornou um lugar comum na rede publica de ensino. Mas ainda uma vez, vou teimar: isso acontece porque a autoridade do professor foi solapada; porque se desconstruíram as relações de poder (poder paterno, vide tipologias de poder em Aristóteles) dentro da sala de aula

Supondo que o Construtivismo como método não seja culpado disso. O que acontece é que, os ideólogos neoliberais utilizaram o Construtivismo ideologicamente. Como? ora, quando você diz que "a educação antigamente era centrada no ensino" (e portanto o professor tinha autoridade) e agora, a educação "está centrada na aprendizagem", não quer isto dizer que se retirou a autoridade do professor??

Fiz mestrado em Educação Científica: vi os profs. doutores fazendo apologia desse "método científico". Argumentavam e argumentam em suas teses e dissertações, que o problema da aprendizagem está em que "o professor é autoritário" e se valem, para fundamentar esse posicionamento ideológico dos mais variados referenciais como Bourdier (a escola como violência simbólica), Piaget (a epistemologia genética), teorias Crítico-reprodutivas (escola como aparelho difusor da ideologia dominante [Althusser] e por aí vai.
Mas a Pedagogia Histórico-crítica (Demerval Saviani) ocupa um lugar marginal nesses centros de pesquisa em Educação. E mesmo assim, os docentes que produzem pesquisa na área da Pedagogia Histórico-crítica são comprados pelo MEC aqui no Brasil. Vi de perto isso gente: um professor de Filosofia da Educação marxista, que criticava o Construtivismo e defendia a Pedagogia Histórico-crítica, mas quando ele recebeu uma verba de R$ 700.000,00 para programa de "formação de professores", do MEC (Ministério da Educação e Cultura), no Brasil, ficou caladinho, e "selecionou de maneira isenta" um grupo de mestrandos que fizeram o "racha" dos 700 mil para atuarem como orientadores de cursos para os professores da rede pública. Vocês acham que nessa hora esses disseram aos docentes da rede pública: "olha, vocês tem que fazer uma greve, porque essa escola é uma vergonha"?? Não! não eram pagos para isso: eram pagos para dizer para o professor da rede pública que, os seus métodos de ensino/aprendizagem estavam equivocados, e que eles, os "professores-pesquisadores", é que tinha a "fórmula mágica" para fazer os alunos aprender.

É vergonhoso!!! a bosta do dinheiro compra a dignidade das pessoas nesse mundo que a gente vive!!!

Digo todas essas coisas só para mostrar que a impostura e a inversão de valores não estão somente na TV e na internet: A ACADEMIA É TAMBÉM UM MEIO DE DIFUSÃO DELAS

Mas a vocês, que estão prestando o vestibular, não façam essa crítica lá dentro não, senão vocês serão "inquiridos" lá dentro, pois há uma nova espécie de Inquisição com vários tipos de inquisidores. Amém??

problemática = dogma
comunidade = igreja
cientista = sacerdote
ciência = religião
sabe-se de antemão que o mal continua...

Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O que mudou de lá para cá?

Mensagem  Renato em Dom Nov 13, 2011 9:10 am

Olá!!

Um tópico tão bom, e com poucas participações.

Retomando...

As coisas pioraram de lá (2009) para cá, 2012.

Agora, aqui no Brasil, os professores contratados (que não foram efetivados por concurso), se dividem em várias classes, na chamada "sopa de letrinhas", que vai de A até L ou K.

Os das últimas classes, são os que têm menos direitos trabalhistas e que ficam com a "rapa do tacho" = piores escolas.

O professor da última classe que trabalhou durante 1 ano inteiro, fica, no ano seguinte, numa "quarentena" de 200 dias sem poder lecionar.

As mudanças que notei foram as seguintes: os alunos continuam no "oba, oba", mas hoje eu tenho uma visão diferente da coisa. Enquanto, há alguns anos atrás, muitos criticavam a falta de interesse dos alunos, hoje vejo que, essa falta de interesse advém das prerrogativas do currículo.

Do ponto de vista material, as escolas públicas são bem estruturadas: sala de vídeo com Data Show, notebook com extensão e tudo mais. Aparelhos de DVD. Carteiras novas, paredes pintadas, boa merenda escolar. Mas os alunos são vistos como saqueadores e bandidos, ou seja, as diretoras de escola na maioria das vezes não "emprestam" os equipamentos para o professor porque julgam que os alunos vão avariar e saquear os mesmos. Os alunos se sentem ofendidos com isso, já que passam a ser vistos como ladrões e delinqüentes. Fiquei sabendo de diretora de escola que levou o Data Show para a casa dela, para uso particular.

Na maioria das escolas os professores não utilizam as salas de vídeo e seus equipamentos, porque há uma burocracia muito grande por parte das diretoras e vice-diretoras de escola, que resistem em ceder o equipamento, como se os mesmos fosse propriedade particular.

Com isso, os professores ficam intimidados e se vêem tolhidos, quanto a aplicar estratégias pedagógicas diversificadas para incrementar o processo de aprendizagem.

Vamos traduzir isso em miúdos para que não se restem dúvidas: a estrutura material está bem montada - digo até que, nesse sentido, as escolas são "ricas" - mas a burocratização das escolas através da estrutura hierárquica - um diretor ganha 5 mil reais, um inspetor de aluno ou outro funcionário ganha 1000 ou mais e um professor 1.500 no máximo - impede que o professor tenha a autonomia necessária para dar uma boa aula.

Os pais de alunos se tornaram mais arrogantes, achando que os professores são os culpados pelo que acontece. Mas os próprios alunos sabem que não é assim. A maioria deles têm consciência do autoritarismo dos diretores de escola, que praticam desmandos e tratam os alunos como se eles fossem um bando de delinqüentes, sujos e perigosos.

Professores são vistos com desdém e desrespeito por faxineiros, secretárias e inspetores de alunos.

Tornou-se um local de trabalho só para os incompetentes que precisam de um cargo público para não passar necessidades, pois, competência, talento e titulação acadêmica não serve para nada ali. Pelo contrário, o professor com essas qualidades pode ser alvo de críticas pelo corpo docente, e de perseguições ideológicas e pessoais pela diretoria da escola

A "falta médica", não vale mais nada, pois o professor tem que repor a aula. E, quando o professor falta, além de descontado do salário, ele é obrigado a repor as aulas.

Em "compensação" há falta de professores, mas, incrivelmente, tal fato não faz com que funcione corretamente a famigerada lei de "oferta e demanda", afinal, os salários não sobem. Evil or Very Mad

E então, os amigos acham que houve mudanças de lá para cá??


Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mudança nas atitudes dos encarregados de educação

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum