Últimos assuntos
» Existe livre-arbítrio?
Ter Maio 27, 2014 9:28 am por Renato

» Forum Canal de HIstoria
Dom Fev 26, 2012 4:19 pm por Valisum

» Mudança nas atitudes dos encarregados de educação
Dom Nov 13, 2011 9:10 am por Renato

» Que é Deus? Ele existe? Como?
Sab Nov 12, 2011 7:33 am por Renato

» Darwin e a teoria da evolução
Seg Ago 15, 2011 8:06 pm por Varela

» Fórum Máscaras de Deus - Filosofia Oriental e Espiritualismo Prático
Seg Maio 23, 2011 3:59 am por Renato

» Alpha Centauri - Filosofia Oriental e Espiritualismo
Qui Abr 21, 2011 7:25 am por Renato

» Videos imperdiveis...
Sex Mar 11, 2011 1:06 pm por Renato

» Cartoons Engraçados
Dom Jan 30, 2011 9:18 pm por Renato

Partido Pelos Animais

Maria João Pires - A pianista que desgostou de Portugal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Maria João Pires - A pianista que desgostou de Portugal

Mensagem  Filipe Galvão em Sex Jul 03, 2009 7:22 pm

A pianista que desgostou de Portugal
03.07.2009 - 16h35 Sérgio C. Andrade
Tudo leva a crer que a causa próxima do estado de espírito negativo, e mesmo de revolta, que levou a pianista Maria João Pires a anunciar como definitiva a sua renúncia à nacionalidade portuguesa tenha sido o recente episódio do arresto de bens móveis da Escola da Mata, no seu Centro de Artes de Belgais, em Castelo Branco.

Há cerca de duas semanas, aquele estabelecimento do primeiro ciclo, integrado na Associação do Centro de Estudos para as Artes de Belgais e gerido pela filha da pianista, Joana Pires, viu-se despojado de mobiliário, três pianos e outros instrumentos musicais, além de livros e cadernos, normalmente usados pelas 40 crianças que o frequentam.

O arresto tinha sido ordenado pelo Tribunal de Trabalho de Castelo Branco, alegadamente na sequência de um processo interposto por ex-funcionários que tinham sido despedidos da instituição e que discordavam das indemnizações que lhes foram atribuídas.

A escola funcionava com o apoio do Ministério da Educação, estabelecido num acordo em 2000, um ano após a fundação do Centro. Mas o ministério decidiu, na sequência desse arresto, cancelar o seu apoio, que este ano orçaria os 170 mil euros. Reagindo à situação, Joana Pires disse-se disposta a contestar a legalidade do confisco dos bens e a manter a escola a funcionar até final deste ano lectivo. Mas o futuro ficou claramente em risco.

Esta não é, contudo, a primeira vez que Maria João Pires manifesta um mal-estar para com o seu país. Seja enquanto pianista, seja, principalmente, como promotora da aventura de criar na sua granja de Belgais a “utopia” de uma escola de artes, em que às crianças do 1º Ciclo eram ministrados ensinamentos de música, de outras artes e também de cidadania. O projecto apontava também para a criação de um Coro de Belgais. E em paralelo com as crianças, ao Centro acorriam artistas de todo o mundo, para fazerem residências, dirigirem workshops e participarem em actividades diversas.

Ciclicamente, a realidade não correspondia a este sonho de Maria João Pires, e, subitamente, em Março de 2006, a pianista viu-se obrigada a submeter-se a uma operação ao coração para a colocação de um “bypass”, intervenção que realizou em Espanha, com sucesso. Alguns meses depois, em Julho desse ano, ainda antes de ter regressado aos palcos, Maria João Pires surpreendia de novo a opinião pública portuguesa ao anunciar, numa entrevista à Antena 2, a decisão de ir viver para o Brasil, fugindo do “enorme sofrimento” que lhe estavam a causar as dificuldades por que passava o projecto de Belgais.

“Vim para o Brasil para me salvar dos malefícios que Portugal me estava a fazer. Sofri fisicamente todos os anos que dediquei àquele projecto e não consegui mais do que um início”, acrescentava a artista, tendo decidido então pedir a dupla nacionalidade.

A saída de Maria João Pires de Portugal foi também vista, na altura, como o abandono do projecto de Belgais. Mas a pianista esclareceria logo a seguir que iria manter a sua colaboração com o Centro de Artes, agora sob gestão da sua filha. Numa “carta aberta” feita chegar à imprensa, explicou: “Não tenciono abandonar aquilo que eu própria criei. Não temos patrocinadores privados, nem provavelmente algum dia teremos, num país como Portugal que se comporta sem algum interesse pelas gerações futuras nem por projectos que incentivem valores morais, solidariedade, educação, respeito pelo ambiente, amizade e camaradagem”. Mais adiante, dizia: “Comprei uma casa na Bahia onde tenho ‘descansado de Portugal’, porque aqui, ao contrário daí, me é permitido descansar”. E finalizava dizendo que podia continuar a colaborar no projecto de Belgais, mesmo “sem gostar de Portugal”.
in Público.pt

Filipe Galvão
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/06/2009
Localização : Omnipresente

Ver perfil do usuário http://pensadores.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maria João Pires - A pianista que desgostou de Portugal

Mensagem  dire Z'one em Sex Jul 03, 2009 8:50 pm

Olá. Estou a ver! Agora falousse no apoio à cultura, que é muito reduzido, e talvez se consiga alguma coisa com isso. Pelo exemplo, quando disseram que, Portugal, só ligava ao football de 11 começaram logo a movimentar-se e agora temos o futsal e o futbol de praia, de vez enquando. Realmente não sei o quê veio primeiro se o anúncio ou o investimento televisivo nisso, por parte das grandes redes de TV. Ora bem, e isto não é para generalizar e tão pouco espero que generalizem pela notícia que Portugal é mau e ponto, mas realmente pouca gente ve, por exemplo, a RTP2, que não sendo muito "forte", é bastante cultural no que pode! Nem realmente sei oquê dizer mas deveria-se realmente apostar na cultura, deixar-mo-nos de ser tão pragmáticos, mas nem a educação é muito importante em Portugal Rolling Eyes querem colocar o início laboral para o minímo de 16 anos!

Já agora, e isto tem já a ver com os meus gostos, não entendo como uma banda como os: Ornatos Violeta, não fez mais sucesso! E agora os Pluto, que não sei no quê vai dar, e o Manel Cruz, que me parece amim, compõem excepcionalmente bem e também tem uma voz que gosto bastante. A Verdade é que tudo isto são ou foram projectos do Manel Cruz. Exprimentem ouvir!

Abraços, Dire Idea

dire Z'one
Participante Regular
Participante Regular

Mensagens : 66
Data de inscrição : 26/06/2009
Idade : 26
Localização : Num Universo Relativamente Longe do Teu, Sir!

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum