Últimos assuntos
» Existe livre-arbítrio?
Ter Maio 27, 2014 9:28 am por Renato

» Forum Canal de HIstoria
Dom Fev 26, 2012 4:19 pm por Valisum

» Mudança nas atitudes dos encarregados de educação
Dom Nov 13, 2011 9:10 am por Renato

» Que é Deus? Ele existe? Como?
Sab Nov 12, 2011 7:33 am por Renato

» Darwin e a teoria da evolução
Seg Ago 15, 2011 8:06 pm por Varela

» Fórum Máscaras de Deus - Filosofia Oriental e Espiritualismo Prático
Seg Maio 23, 2011 3:59 am por Renato

» Alpha Centauri - Filosofia Oriental e Espiritualismo
Qui Abr 21, 2011 7:25 am por Renato

» Videos imperdiveis...
Sex Mar 11, 2011 1:06 pm por Renato

» Cartoons Engraçados
Dom Jan 30, 2011 9:18 pm por Renato

Partido Pelos Animais

O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  NC em Seg Ago 17, 2009 3:06 pm

A música rock apareceu colada a mensagens subversivas visando a transformação da sociedade que se considerava conservadora então. A quebra de todas as leis e convenções que garantiam a justiça eram o seu alvo principal juntamente com a promoção da transgressão. As mensagens inicias circulavam entre o apelo ao sexo livre, a promiscuidade, à posse de carros, à abdicação da faculdade de julgar e à revolta contra as autoridades. A música deixava de ser um mecanismo para alimentar o espírito passando a alimentar o corpo que ao seu som abanava descoordenadamente. Pouco tempo depois o rock entregava-se por completo ao satanismo e publicitava o consumo de drogas. Finalmente o rock entra também ao serviço da política, através da chamada música de intervenção, e inúmeros actores encontram nessa forma pseudocultural uma maneira de moldar mentes e de favorecer os partidos revolucionários mais extremistas. Desta forma a cultura rock e a violação da mente tornava-se uma tenebrosa realidade. Invariavelmente este tipo de música, repetitiva e agressiva, ampliava os vícios nas sociedades que ingenuamente a acolhiam. Claro que os católicos tolerantes estão na primeira linha, por norma, este tipo de pessoas acolhem tudo o que o modernismo impõe e não hesitam em expor orgulhosamente esses vícios inculcados pelos revolucionários mais azedos nos seus locais sagrados, como nas igrejas, infelizmente. Tudo o que este rock combatia e combate ainda, se resume à trilogia Deus, Pátria, Família. Esta música ajudou a difundir as ideias falsas de que a embriaguez é preferível à lucidez, e que a vida do injusto é muito melhor que a vida do justo.


Mas o mundo é composto de mudança e entretanto surge também o rock indesejável e perturbador para o comodismo instalado, proibido pela lei dos acérrimos defensores da liberdade de expressão, aquele que apela à defesa dos valores opostos ao rock dos vícios. Assim inúmeras bandas, remetidas para a clandestinidade exaltam os valores patrióticos, colocam ênfase na continuidade da vida do seu povo, incentivam a rectidão, a ordem, o heroísmo, a justiça, enfim todas as virtudes herdades da sua tradição mais pura. Este rock conhecido por rock nacionalista, ou Rock contra o comunismo (RAC) entre o meio que o compreende, é rotulado de música do ódio pelos revolucionários no poder. Entre estes grupos destacamos os WeisseWölfe, os Teardown, os Blue Eyed Devils os Brutal Attack, ou os Battlecry. A lista poderia ser enorme, mas ficamos por aqui, oiçam as mensagens contidas nas suas letras, inibam os preconceitos evidentemente, e descubram onde está o motivo da sua interdição. O rock é por natureza música perturbadora, claro que o ideal é escutar música clássica e de preferência antes de o triunfo revolucionário se infiltrar no seu seio, mas quando queremos descontrair e suspender o pensamento então optemos pelo melhor. Pela nossa parte não nos constringiremos perante os imoralistas autolegitimados, e quando o assunto é rock então, do mal o menos, que floresça o rock das virtudes e enterre-se o rock dos vícios que tanto mal já provocou. Para os chocados com a exposição da verdade, a que se fecha os olhos, afirmamos com convicção inabalável que não aceitamos lições de moral por nenhum daqueles que sustenta a iniquidade vigente.


http://nacional-cristianismo.blogspot.com/2009/08/rock-dos-vicios-e-rock-das-virtudes.html

NC
Curioso
Curioso

Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  dire Z'one em Ter Ago 18, 2009 3:45 am

Olá. Bem eu teria gostado mais se fosses directo ao em vez estáres a contar uma história pelas tuas palavras generalizada e negativista. Eu posso dizer o mesmo e, com as tuas mesmissímas palavras, eufunizar o discurso e faze-lo contar uma história completamente destinta.

Também não entendi a tua idealização quanto à música clássica ou erudita, o nome é bastante conveniente( LOl). Tive o acaso de estar a ouvir a música dos "YelloCard": "Ligths and Sounds", e não estando a querer diminuir a validade de anúnciares o teu blog aqui ou mesmo de te descredibilizar-te ainda assim deixo te uma passagem da música e peço desculpas por também não discutir o teu ponto de vista:

Tell it all and fill up the air, but make it loud cause nobodys there!

Abraços, Dire Idea
avatar
dire Z'one
Participante Regular
Participante Regular

Mensagens : 66
Data de inscrição : 26/06/2009
Idade : 26
Localização : Num Universo Relativamente Longe do Teu, Sir!

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

MIOPIAS...

Mensagem  Filipe de Albuquerque em Ter Ago 18, 2009 6:49 pm

Em primeiro lugar e antes de mais dizer que quem não aceita lições de Moral (e está no seu direito) também não deve pretender dá-las aos outros... é um contra senso inaceitável.

Em segundo, acresce evitar as dicotomias lineares em que se traça a preto e branco a natureza profunda dos fenómenos, reduzindo-os ao interesse politico e a leituras de esquerda e direita que não fazem o menor sentido, quando olhadas com o devido respeito que nos merecem...

Clarifiquemos pois:

O Rock antes de mais foi essencialmente um movimento que, por acumulação de massa critica, nasceu de um confronto de gerações há muito anunciado e que marcou a emancipação da juventude numa Sociedade então convencional cinzenta e autoritária, que ao melhor estilo Vitoriano era incapaz de um pleno sentido da Democracia e da Pluralidade, fechada que estava sobre os seus dogmas seculares e atulhada no Provincianismo local das suas doutrinas de conveniência...no fundo este mesmo movimento Musical, marca com a Radio o inicio da Globalização, com o que isso tem de bom e de mau e assim se resume... mas nisso também, se comporta com simplicidade aquilo que são os desafios próprios de uma leitura mais integra na sua forma de olhar a "coisa", pelo que esta é e não pelo que queremos que ela pareça...

Quanto ao Rock como fenómeno emergente na década de 60, é verdade que os caminhos que por onde andou nem sempre foram os melhores, mas la está, como diriam os mais inteligentes, nada mais natural...afinal estávamos perante uma juventude, que vivia a melhor época das suas vidas de uma forma castrada e em regime de uma quase prisão domiciliaria...

Ora, como todos os rios que transbordam, quando acontece, gera-se naturalmente no fenómeno, um caudal de turbulência caos e imprevisibilidade que arrasta na enxurrada o bom senso e os limites que deveriam prevalecer ...mas isso são os movimentos e dinâmicas naturais do Processo Histórico e interpreta-los de outra maneira é indecorosamente abusivo e indiciador de manipulação ou de fraca capacidade de leitura dos factos, talvez de miopia...

Atentamente>FILIPE DE ALBUQUERQUE


Última edição por Filipe de Albuquerque em Sex Ago 21, 2009 2:17 pm, editado 3 vez(es)
avatar
Filipe de Albuquerque
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 63
Data de inscrição : 25/06/2009
Idade : 43
Localização : Coimbra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Gonçalo em Ter Ago 18, 2009 8:51 pm

Em resposta a tanta parvoice:



Oppression is the holy law
In God I distrust
In time His monuments will fall
Like ashes to dust
Is war and greed the masters plan?
The bible's where it all began
Its propaganda sells despair
And spreads the virus everywhere

Religion is hate
Religion is fear
Religion is war
Religion is rape
Religion's obscure
Religion's a whore

The pestilence is Jesus Christ
There never was a sacrifice
No man upon the crucifix
Beware the cult of purity
Infectious imbecility
I've made my choice. Six six six

[Lead - Hanneman]

Corruption breeds the pedohile
Don't pray for the priest
Confession finds the lonely child
God preys on the weak
You think your soul can still be saved
I think you're fucking miles away
Scream out loud here's where you begin
Forgive me father for I have sinned

Religion is hate
Religion is fear
Religion is war
Religion is rape
Religion's obscure
Religion's a whore

The target's Fucking Jesus Christ
I would've lead the sacrifice
And nailed him to the crucifix
Beware the cult of purity
Infectious imbecility
I've made my choice. Six six six

Jesus is pain
Jesus is gore
Jesus is the blood
That's spilled in war
He's everything
He's all things dead
He's pulling on the trigger
Pointed at your head

Through fear you're sold into the fraud
Revelation revolution
I see through your Christ Illusion

[Lead - King]

The war on terror just drags along
My war with God is growing strong
His propaganda sells despair
And spreads the violence everywhere

Religion is hate
Religion is fear
Religion is war
Religion is rape
Religion's obscure
Religion's a whore

There is no fuckin' Jesus Christ
There never was a sacrifice
No man upon the crucifix
Beware the cult of purity
Infectious inbecility
I've made my choice. Six six six

Gonçalo
Curioso
Curioso

Mensagens : 2
Data de inscrição : 16/08/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Renato em Dom Ago 23, 2009 7:21 am

É por isso que eu geralmente, quando gosto de uma música de rock - e rock para ser rock precisa ter a letra em inglês, todas as bandas brasileiras que tentaram tocar hard-rock em português foram para trás - prefiro nem traduzir a letra, para me ater unicamente ao som e aos solos de guitarra.
Hoje esse cenário mudou muito. Há 20 anos tocando guitarra, vejo os músicos da minha geração tocando "The Wall" nos bailes de rock, copiando o solo igualzinho, tocando Sultans of Swing e eu pergunto a eles: por que vocês não fazem a sua própria música??
É lógico que esse cenário já mudou bastante: hoje existe milhares de bandas de rock com letras no seu próprio idioma, falando da sua própria realidade, bem diferente de você ficar reproduzindo um clássico do rock cuja emoção foi sentida por outro. Há exceções como Breaking of the rules, do Frampton - que ninguém aguenta mais ouvir e tocar - mas a sua letra e o seu som são realmente de todas as gerações. A este considero um clássico imortal.
Hoje o rock se dividiu em mil e uma facções e a guitarra, que é o instrumento símbolo do rock, se tornou um instrumento extremamente popular, e por isso mesmo, todos sabem tocar a introdução de Starway to Heaven (proibido tocar hein), mas não sabe tocar uma bossa-nova ou um violão clássico.
Não sei se existe rock das virtudes ... a guitarra é um instrumento que expressa agressividade e rebeldia e dá sensação de poder para quem está tocando.
E o pessoal da música gospel agora toca para Jesus porque as gravadoras pararam de bancar as bandas de hard-rock e rock progressivo Very Happy Aleluia irmão!!! Wink
avatar
Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rock das Virtudes?

Mensagem  Renato em Seg Ago 24, 2009 6:18 am

Ele copiou e colou o texto.
E incomodou os comunistas de esquerda Very Happy
O Rock das Virtudes seria a música Gospel??
Já vi muitos músicos destruírem bandas, dizendo "ah, eu agora toco para Jesus".
Uma vez, quando eu fazia faculdade, ouvi um puta som tocando, quando passeava de carro pelas ruas de Araraquara. Pensei que estava tendo um show de rock. E quando entrei, com uma mão segurando um cigarro, e na outra uma latinha de cerveja, me deparei com um culto religioso - evangélico. Era assim: a banda tocando no palco e todo mundo dançando.
Eu já disse no meu post anterior que as gravadoras não bancam mais bandas de rock progressivo e hard rock. Mas esse estilo está lá... dentro das igrejas. Não estudei nada sobre a música gospel, mas a meu ver foi isso que aconteceu, porque paga-se bem para tocar na igreja. Eu mesmo já pensei em me difarçar de evangélico para arrumar um emprego como músico, ou seja "tocar para Jesus". Very Happy
Numa igreja aqui da minha cidade a banda tinha músicos de frente e o pessoal lá atrás segurando: 1 pastor tocando violão e cantando, e duas bailarinas, uma de cada lado do palco, vestindo mini-saias... Uma estrutura dessas custa um dinheirão. Conheço amigos que estão na estrada musical há 30 anos e nunca conseguiram sequer pagar um saxofonista para fazer um solo mais exótico durante o show, que dizer de ter bailarinas e músicos de frente na banda...
Se esse é o rock das virtudes eu não sei, mas que é o rock ligado à lógica de arrecadação de dízimo das igrejas, isso eu sei.
Trata-se de um grande mercado musical: produção de cantores (as), descobertas de talentos, investimentos em equipamentos eletrônicos e musicais de ponta e a promoção de shows visando o lucro. Movimenta um dinheirão anualmente.
Concordo com o Albuquerque que o problema do autor do tópico é miopia...
Já o Processo Histórico...
avatar
Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Carlos Filipe em Seg Ago 24, 2009 2:00 pm

Eu gosto de Pink Floyd, de suas letras e muito mais de seus arranjos musicais.

Gonçalo, essa letra é realmente o anarquismo total.. Laughing
avatar
Carlos Filipe
Participante
Participante

Mensagens : 39
Data de inscrição : 27/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Renato em Ter Ago 25, 2009 11:33 am

Carlos Filipe escreveu:Eu gosto de Pink Floyd, de suas letras e muito mais de seus arranjos musicais.

Gonçalo, essa letra é realmente o anarquismo total.. Laughing

1- Sobre os arranjos musicais tem uma fórmula...
2- Com relação à letra, depende do momento histórico...
3- E, já que mencionou o "anarquismo total', penso que 1 e 2 está contido em 3 (para vocês que gostam de desafios matemáticos) hehhehee Very Happy

Brincadeira. 1 comanda tudo.
avatar
Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Filipe de Albuquerque em Ter Ago 25, 2009 11:38 pm

O Rock foi essencialmente um movimento de contestação entre gerações onde se promoveram alguns excessos, percebemos isso, mas historicamente a sua génese e causa, não constitui novidade...assim se leia o que os Gregos e os Romanos diziam das gerações mais novas...

...flutuações típicas do Processo Histórico e dejá vú...

O Rock não anda longe das Fogueiras de Beltane no tempo do "Rei Artur" ou das "farras tribais" ao som dos tambores 3 dias a fio, por altura da saída do solstício de Inverno, onde se comemorava a vida e a juventude...

Atentamente>FILIPE DE ALBUQUERQUE
avatar
Filipe de Albuquerque
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 63
Data de inscrição : 25/06/2009
Idade : 43
Localização : Coimbra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Filipe Galvão em Qui Ago 27, 2009 7:17 pm

Céus, como eu gosto de moralistas Twisted Evil .

Eu sou um caso estranho de alguém que ouve um pouco de tudo. A minha playlist actual incluiu Mozart, a banda sonora do Fantasma da Ópera e Katatonia (excelente para quem não conhece).

Por acaso Slayer já vi ao vivo e gostei.

Também há bandas de white metal (metal cristão), será que este podemos ouvir?
avatar
Filipe Galvão
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/06/2009
Localização : Omnipresente

Ver perfil do usuário http://pensadores.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Carlos Filipe em Qui Ago 27, 2009 7:25 pm

Filipe Galvão escreveu:Céus, como eu gosto de moralistas Twisted Evil .

Eu sou um caso estranho de alguém que ouve um pouco de tudo. A minha playlist actual incluiu Mozart, a banda sonora do Fantasma da Ópera e Katatonia (excelente para quem não conhece).

Por acaso Slayer já vi ao vivo e gostei.

Também há bandas de white metal (metal cristão), será que este podemos ouvir?

Uhuhuhu Slayer, very well ;D

Naaa, se for cristão, ainda ouço, católico ou evangélico, posso deitar tudo na incineradora.

Prefiro Opeth, é Black metal Very Happy
avatar
Carlos Filipe
Participante
Participante

Mensagens : 39
Data de inscrição : 27/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Filipe Galvão em Qui Ago 27, 2009 7:33 pm

Opeth não é propriamente black metal, tem várias influências mas não é o puro black metal como Immortal ou Dark Funeral.

Eles vêm a Portugal daqui a uns meses juntamente com o Dream Theatre.
avatar
Filipe Galvão
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/06/2009
Localização : Omnipresente

Ver perfil do usuário http://pensadores.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Carlos Filipe em Qui Ago 27, 2009 7:38 pm

Filipe Galvão escreveu:Opeth não é propriamente black metal, tem várias influências mas não é o puro black metal como Immortal ou Dark Funeral.

Eles vêm a Portugal daqui a uns meses juntamente com o Dream Theatre.

Eu sei, mas a técnica de guitarra deles é de black metal, só num álbum é que eles tocam riffs de Death metal..

Vou vou ver, é no Progressive Nation, apressa-te, ainda há bilhetes!
avatar
Carlos Filipe
Participante
Participante

Mensagens : 39
Data de inscrição : 27/06/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Filipe Galvão em Qui Ago 27, 2009 7:43 pm

Dúvido que tenha tempo para isso mas mas em cima da data é que consigo ter alguma ideia.
avatar
Filipe Galvão
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 47
Data de inscrição : 25/06/2009
Localização : Omnipresente

Ver perfil do usuário http://pensadores.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Rock dos Vícios e o Rock das Virtudes

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum