Últimos assuntos
» Existe livre-arbítrio?
Ter Maio 27, 2014 9:28 am por Renato

» Forum Canal de HIstoria
Dom Fev 26, 2012 4:19 pm por Valisum

» Mudança nas atitudes dos encarregados de educação
Dom Nov 13, 2011 9:10 am por Renato

» Que é Deus? Ele existe? Como?
Sab Nov 12, 2011 7:33 am por Renato

» Darwin e a teoria da evolução
Seg Ago 15, 2011 8:06 pm por Varela

» Fórum Máscaras de Deus - Filosofia Oriental e Espiritualismo Prático
Seg Maio 23, 2011 3:59 am por Renato

» Alpha Centauri - Filosofia Oriental e Espiritualismo
Qui Abr 21, 2011 7:25 am por Renato

» Videos imperdiveis...
Sex Mar 11, 2011 1:06 pm por Renato

» Cartoons Engraçados
Dom Jan 30, 2011 9:18 pm por Renato

Partido Pelos Animais

"E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

"E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Peregrino em Sab Jan 02, 2010 7:25 pm

Abri este tópico não para exatamente discutir sobre o que realmente aconteceu no princípio, mas para refletir sobre as aparentes discrepâncias da teoria da criação bíblica. Só para lembrar, não sou ateu, acredito em Deus, mas sou fascinado pelas pelas possibilidades...

1 - Se a vida na Terra foi criada com o objetivo de ser formado um jardim do Éden pacífico e tranquilo, criar o primeiro casal humano, e dali em diante encher a Terra de descendentes e extender o paraíso, onde se encaixa os dinossauros gigantes, carnívoros e extremamente perigosos? Porque Deus os criou, para depois matá-los, pois não se encaixavam no paraíso?

2 - Se Deus é Onisciente, supondo que realmente o primeiro casal tinha liberdade de escolha, e Ele sabendo da probabilidade deles desobedecerem de comer do fruto proibido, porque Deus em vez de criar somente dois humanos não criou 15? Se dois ou quatro desobedessessem, mas os outros fossem obedientes, Deus poderia expulsar somente os rebeldes para morrerem de velhice e manter os fiéis comendo da árvore da vida e vivendo eternamente. A humanidade inteira não precisaria estar fadada ao envelhecimento e a morte só por causa de uma burrada dos nossos 'primeiros pais'.

3 - Se a vida humana no paraíso seria para ser eterna na Terra, porque Deus criou o Sol com prazo de validade? Tudo bem, o sol vai morrer somente daqui a 2 bilhões de anos, mas o que é isso pra quem tem vida eterna?

4 - Se Deus criou o ser humano do pó do solo e distinto de todos os seres vivos, como explicar que o DNA dos macacos é idêntico a dos seres humanos?

5 - Os seres vivos SEMPRE nascem, crescem, reproduzem, envelhecem e morrem. Se o primeiro casal tinha a vida eterna, porque os animais não? E porque COINCIDENTEMENTE, em vez de morrerem imediatamente ao comerem do fruto proibido, no final ficaram com o mesmo ciclo de vida de TODOS os demais seres vivos?

6 - Se Deus nunca nasceu e nunca vai morrer, sempre existiu, num determinado momento resolveu criar as coisas. O que ele fazia antes disso se nada existia? Não é possível que Ele ficou a eternidade antes da criação parado sem fazer nada ou sem falar com ninguém.

7 - Se Deus criou a vida somente na Terra, para que então TANTAS galáxias, estrelas e planetas, muitos deles que nem conseguimos ver? Se a vida foi para ser exclusiva da Terra então seria um tremendo desperdício de espaço e de matéria criada.

8 - Se o ser humano e as demais criaturas foram criadas, e Deus é perfeitamente inteligente, porque criou os humanos para respirar e comer pela mesma boca? O ser humano já nasceu com a possibilidade de engasgar e morrer. Não seria mais inteligente fazer isso separado um do outro, como acontece com alguns outros seres vivos?

Peregrino
Participante
Participante

Mensagens : 30
Data de inscrição : 27/06/2009
Localização : Latitude -23° 32’ e 51” ; Longitude -46° 38’ 10”

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Filipe de Albuquerque em Seg Jan 04, 2010 9:16 am

Ora ai está !
Um conjunto de sensatas reflexões e perguntas que expõe de forma indisfarçável alguns dos paradoxos em que vivemos como cultura Cristã... é claro, diriam-nos os teólogos, que boa parte destas coisas não se podem levar à letra, especialmente tendo em conta que a Bíblia não tem um Autor mas muitos e que ela mesma consiste num vasto conjunto de livros...de qualquer forma dá que pensar !

Atentamente>FILIPE DE ALBUQUERQUE

Filipe de Albuquerque
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 63
Data de inscrição : 25/06/2009
Idade : 43
Localização : Coimbra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Flavius em Ter Jan 05, 2010 12:18 pm

Colegas, sabemos que o relato inicial do Gênesis é considerado por muitos uma descrição da transformação do planeta Terra e surgimento da biosfera, inclusive do ser humano. Dentre esses muitos, há os criacionistas radicais que levam ao pé da letra e datam em seis dias a criação do planeta. Há outros que, por ser o relato não condizente com seu conhecimento lógico ou científico, descartam totalmente o Gênesis. Porém, todos eles concordam que se trata do planeta Terra mesmo.

Emanoel Swedenborg, sueco (1688/1772), polimata e espiritualista, em Arcana Coelestia, desenvolve uma leitura completamenta distinta do parágrafo acima e ensaia demonstração de que as expressões ali utilizadas no capítulo inicial dio Gênesis não são singulares, porém termos que outros livros da Bíblia também se utilizam e dão indicação da sua semântica, que contraria qualquer significado voltado para questões de geo e biosfera. Alguns comentadores místicos também não se ocupam com entendimento de planeta e biosfera e, como Swedenborg, indicam transformações do universo da consciência do ser humano. É de convir que este tipo de leitura é insondável e aparentemente absurdo. Mesmo assim, historicamente demonstra-se que o Gênesis oferta diferentes leituras. É assunto bem interessante, não?

Flavius
Participante
Participante

Mensagens : 12
Data de inscrição : 11/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Renato em Sab Jan 16, 2010 4:45 am

Peregrino escreveu:

1 - Se a vida na Terra foi criada com o objetivo de ser formado um jardim do Éden pacífico e tranquilo, criar o primeiro casal humano, e dali em diante encher a Terra de descendentes e extender o paraíso, onde se encaixa os dinossauros gigantes, carnívoros e extremamente perigosos? Porque Deus os criou, para depois matá-los, pois não se encaixavam no paraíso?

No livro "A Caminho da Luz", Emmanuel diz que os Dinossauros foram um "experimento que não deu certo", foram "ensaios assombrosos", dentro da perspectiva do Criacionismo Cientifíco e sua Teoria do Designer Inteligente, que não é necessariamente Deus, mas talvez seres de outro planeta que projetaram isso que chamam de Seleção Natural. Michael Behe é um grande defensor do Criacionismo científico no livro "A Caixa Preta de Darwin".


Peregrino escreveu:


2 - Se Deus é Onisciente, supondo que realmente o primeiro casal tinha liberdade de escolha, e Ele sabendo da probabilidade deles desobedecerem de comer do fruto proibido, porque Deus em vez de criar somente dois humanos não criou 15? Se dois ou quatro desobedessessem, mas os outros fossem obedientes, Deus poderia expulsar somente os rebeldes para morrerem de velhice e manter os fiéis comendo da árvore da vida e vivendo eternamente. A humanidade inteira não precisaria estar fadada ao envelhecimento e a morte só por causa de uma burrada dos nossos 'primeiros pais'.

Adão e Eva representa uma raça, a Raça Adâmica. A expulsão do paraíso está ligada a uma crença em Espíritos que foram banidos de outros planetas, e que conservavam a lembrança desse "paraíso perdido". Daí que, se "doravante parirás com dor", é porque naquele mundo o parto não era doloroso e, "comerás com o suor do teu rosto", é porque nesse suposto mundo esse grupo de Espíritos não tinham que lavrar a "terra" para retirar o seu sustento.

Convém discernir também que, há duas raças distintas vivendo sobre a Terra: a que é a descendente direta do Australophitecus e uma outra mais adiantada, daí dizer que, "eles reconheceram que estão nus", simboliza o processo de hominização, em que há o nascimento do livre-arbítrio, isso ao longo de milhões de anos. É impressionante como eles tinham esse conhecimento, dito de uma maneira tão simbólica.


Peregrino escreveu:


3 - Se a vida humana no paraíso seria para ser eterna na Terra, porque Deus criou o Sol com prazo de validade? Tudo bem, o sol vai morrer somente daqui a 2 bilhões de anos, mas o que é isso pra quem tem vida eterna?

Ele (o Sol) vai queimar o seu combustível por mais uns 4 bilhões de anos. Por vida eterna deveríamos entender a vida espiritual?


Peregrino escreveu:

4 - Se Deus criou o ser humano do pó do solo e distinto de todos os seres vivos, como explicar que o DNA dos macacos é idêntico a dos seres humanos?

Criar do pó é uma alegoria também. O DNA dos macacos é tão idêntico que um bebê humano só se diferenciará de um bebê macaco aos 3 meses de idade, quando o humano tiver a consciência de que "eu sou eu", e o macaco já não terá essa capacidade, ou seja, de imaginar o futuro, a capacidade de chantagear a mãe para ter o peito, coisa que o macaco não saberá fazer.


Peregrino escreveu:

5 - Os seres vivos SEMPRE nascem, crescem, reproduzem, envelhecem e morrem. Se o primeiro casal tinha a vida eterna, porque os animais não? E porque COINCIDENTEMENTE, em vez de morrerem imediatamente ao comerem do fruto proibido, no final ficaram com o mesmo ciclo de vida de TODOS os demais seres vivos?

Novamente aparece a alegoria: comer o fruto proibido significa propriamente o processo de hominização, em que o homem se tornará animal simbólico (socialmente) e capaz de auto-gerir sua individualidade.


Peregrino escreveu:

6 - Se Deus nunca nasceu e nunca vai morrer, sempre existiu, num determinado momento resolveu criar as coisas. O que ele fazia antes disso se nada existia? Não é possível que Ele ficou a eternidade antes da criação parado sem fazer nada ou sem falar com ninguém.


Não me lembro quem disse isso, mas foi algum padre da igreja: "criando o inferno para os que fazem esse tipo de pergunta" Twisted Evil


Peregrino escreveu:

7 - Se Deus criou a vida somente na Terra, para que então TANTAS galáxias, estrelas e planetas, muitos deles que nem conseguimos ver? Se a vida foi para ser exclusiva da Terra então seria um tremendo desperdício de espaço e de matéria criada.

Isso já está desbancado pela ciência. Não que haja uma comprovação literal, mas do ponto de vista probabilístico, o universo está povoado desde seres unicelulares até inteligências bem superioras às nossas. É a questão da Astrobiologia: o Sol é uma estrela incomum, porque até hoje não foi descoberta nenhuma companheira sua, ao passo que a grande maioria das estrelas em todo o universo são Sistemas estelares, desde estrelas duplas como Alpha Crux no Cruzeiro do Sul, até sistemas com 7 estrelas girando umas em torno das outras, como é o caso de Theta Orionis, uma das 4 estrelas do Trapézio de Órion, e também de Alpha Aurigae, na constelação do Cocheiro, que é um sistema de 9 estrelas girando umas em torno das outras. Dessa perspectiva, seria difícil imaginar vida como a nossa em algum suposto planeta orbitando tais sistemas estelares. Mas ainda assim, a vida no contexto de descortinamento do céu pelos grandes telescópios ópticos e também pelos de raio X e infravermelho, nos diz que é impossível que haja vida somente aqui na Terra.

Peregrino escreveu:

8 - Se o ser humano e as demais criaturas foram criadas, e Deus é perfeitamente inteligente, porque criou os humanos para respirar e comer pela mesma boca? O ser humano já nasceu com a possibilidade de engasgar e morrer. Não seria mais inteligente fazer isso separado um do outro, como acontece com alguns outros seres vivos?



Não sei.

Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Peregrino em Ter Jan 19, 2010 10:29 pm

Renato escreveu:

No livro "A Caminho da Luz", Emmanuel diz que os Dinossauros foram um "experimento que não deu certo", foram "ensaios assombrosos", dentro da perspectiva do Criacionismo Cientifíco e sua Teoria do Designer Inteligente, que não é necessariamente Deus, mas talvez seres de outro planeta que projetaram isso que chamam de Seleção Natural. Michael Behe é um grande defensor do Criacionismo científico no livro "A Caixa Preta de Darwin".


Bem lembrado. O criacionismo científico possui teorias bastante razoáveis, defendida aqui no Brasil principalmente por Adauto J. B. Lourenço, formado em Física pela Bob Jones University, USA e Mestrado em Física Nuclear pela Clemson University, USA. Se bem que a meu ver, dilapidando as idéias do criacionismo científico e as do neodarwinismo, as idéias se complementam e não se contrapõem, mas aí é outro caso. O criacionismo científico explica que a formação da vida na Terra atingiu vários estágios, no qual neles as espécies foram sendo aperfeiçoadas com base em um embrião-padrão, segundo os cientistas alemães Karl Ernst Von Baer, e por Fritz Muller. Os dinossauros somente são uma etapa desse processo.


Renato escreveu:
Não me lembro quem disse isso, mas foi algum padre da igreja: "criando o inferno para os que fazem esse tipo de pergunta" Twisted Evil

Very Happy Very Happy Boa. Particularmente, tenho uma teoria sobre a eternidade absoluta do Deus bíblico e o tempo. Agrada-me a idéia de que o tempo é somente uma sensação humana criada pela movimentação da matéria. Por exemplo, os relógios e calendários para se mensurar o tempo baseiam-se no movimento estelar, ou do sol, da lua, etc. É por isso que sempre existe o presente e nunca o futuro e nem o passado. Estes dois não existem, embora a sensação humana é que sim. Se todas as partículas e moléculas que existem simplesmente parárem, o tempo também pára, pois não há referencial para mensurá-lo.

Levando-a para a teoria criacionista, como antes da criação nada existia, e nada se movimentava, logo o tempo não passava, ou melhor ele não existia. A eternidade ANTES de Deus criar simplesmente não existe. A existência de Deus antes da criação é algo para outra dimensão filosófica, onde não pode ser usado o tempo.

Uma outra linha de raciocínio filosófica que eu acho interessante é o paralelismo de Sandars, na epopéia de Gilgamesh com o Gênesis hebraico.

Peregrino
Participante
Participante

Mensagens : 30
Data de inscrição : 27/06/2009
Localização : Latitude -23° 32’ e 51” ; Longitude -46° 38’ 10”

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Renato em Qua Jan 20, 2010 3:03 am

Olá,

Mesmo o Sol - e as demais estrelas do céu, galáxias e outros objetos celestes - com seus 4,5 bilhões de anos foi resultado de uma Nebulosa Primitiva - Teoria Nebular datada do século XVIII - e a Terra e os planetas, se formaram talvez, pelo mesmo processo, ou seja, à medida que o Sol primitivo gira, vai destacando massas equatoriais que dão origens aos planetas. E há a teoria que sustenta a formação de sóis e planetas por aglutinação de elementos no espaço, pela força da gravidade.

Ninguém até hoje sabe direito como se formou o Sol, de onde ele veio.

As estrelas são formadas pelos restos de Supernovas - que são explosões de estrelas gigantes que não tem gravidade o suficiente para conter as suas camadas externas, lançando na explosão grande quantidade de materiais pesados, como Carbono, Hélio, Ferro, etc pelo espaço.

A Astronomia hoje explica melhor que os mitos de Criação o surgimento do Céu e da Terra???

Há um livro interessante sobre essa questão, do Marcelo Gleiser, "A Dança do Universo: dos mitos de criação ao Big-bang".

Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Renato em Qua Jan 20, 2010 3:09 am

Peregrino escreveu: Levando-a para a teoria criacionista, como antes da criação nada existia, e nada se movimentava, logo o tempo não passava, ou melhor ele não existia. A eternidade ANTES de Deus criar simplesmente não existe. A existência de Deus antes da criação é algo para outra dimensão filosófica, onde não pode ser usado o tempo.

Às vezes fico imaginando se o tempo não é devido à rotação da Terra sobre seu próprio eixo... o tempo é uma coisa muito subjetiva. Ele "passa" de maneira diferente para cada um.

Fora dos orbes, é de se supor que o tempo não exista. Nesse sentido, passado, presente e futuro é uma coisa só, ainda mais para um ser como Deus, que já criou tudo perfeito, logo o futuro não existe.

Supondo que existam anjos, e que estes conheçam os segredos de Deus, esse suposto futuro também não existiria...

Renato
Participante Dedicado
Participante Dedicado

Mensagens : 175
Data de inscrição : 27/06/2009
Idade : 46
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Filipe de Albuquerque em Qua Jan 20, 2010 2:25 pm

Ola a todos mais uma vez.
Estou a gostar de seguir esta discussão, no entanto quero chamar a atenção para dois pontos:

1 - Para os Deterministas não compatibilistas como eu e fazendo sentido o principio do Demónio de Laplace, (ISTO CONTRA TODOS OS INSTINTOS E APETITES DA CIÊNCIA QUÂNTICA ACTUAL) para unificar conceitos numa já necessitadíssima dialéctica, urge por exemplo, na construção de um discurso para Filosófico dentro da matéria que tem sido exposta, não falar nunca de Criação, mas por outro de um Estado Continuo e Único da Realidade da qual o Tempo e o Espaço são apenas e consequentemente, vectores simulados... isto dado que e tal como eu o entendo à luz do já exposto anteriormente, aqui como noutras ocasiões, o Universo não poderá nunca ter verdadeiramente visto o seu Estado alterar-se, pois como é sabido uma Natureza não cresce em si mesma...resumindo, desta forma e aceitando as premissas, não há nele qualquer indicio de processo Evolutivo Fundamental, nem um qualquer momento de Inicio ou Finalização, mas e isso sim, uma permanência instantânea da sua não transcendente a si mesma, Circunstancialidade...
( a Evolução é assim brilhantemente também ela simulada )

2 - Reforçando, que à Luz desta Óptica, para falarmos num Deus e paralelamente no Universo, temos que assim, contingentemente, enquanto e como conceitos para uma Totalidade Una Absoluta, quereremos significar precisamente, a mesma coisa...
...ora daqui se depreende, de Deus e do Universo como disse, no entendimento desta continuidade não Criada, que, as suas supostas distintas naturezas, sejam na Verdade necessariamente inseparáveis...ou se, querendo forçosamente separa-las, estejam estas por consequência entre si, como portos necessariamente incomunicantes... portanto, que enquanto Realidades apartadas na essência, sejam definitivamente alheias uma à outra.

Demônio de Laplace
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

ADemônio de Laplace é um experimento mental concebido pelo físico Pierre Simon Laplace: de posse de todas as variáveis que determinam o estado do universo em um instante t, ele pode prever o seu estado no instante t' > t.

Tal conceito é sustentado, conforme aponta o filósofo Lyotard em seu clássico "A Condição pós-moderna", "pelo princípio de que os sistemas físicos, inclusive o sistema dos sistemas que é o universo, obedece a regularidades, que por conseguinte sua evolução delineia uma trajetória previsível e dá lugar a funções contínuas 'normais' (e à futurologia...)". Segundo a teoria de Laplace esse demônio é um semi-deus, é onisciente e onipresente, possui a habilidade de fazer calculos incriveis e muito rápido.

O "Newton da França", afirmava que o Demônio de Laplace era capaz de prever o comportamento futuro e passado do universo caso lhe fosse fornecido a velocidade e a posição inicial de uma partícula em especial...algo um tanto quanto dificil de ser feito com as tecnologias atuais, o que concretiza cada vez mais a dependência sensível das condições iniciais.

Link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Dem%C3%B4nio_de_Laplace

(continuarei atento aos vossos desenvolvimentos)

Ate breve !

Atentamente>FILIPE DE ALBUQUERQUE

Filipe de Albuquerque
Coordenador Principal
Coordenador Principal

Mensagens : 63
Data de inscrição : 25/06/2009
Idade : 43
Localização : Coimbra

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: "E no Princípio Deus criou os Céus e a Terra..."

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 11:28 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum